A Casa da Cultura Stephens lotou para ver e ouvir António Zambujo.

“Pica do 7”, “Pantomineiro”, “O Tiro pela Culatra” e “Barata Tonta” foram apenas alguns dos temas do novo álbum “Rua da Emenda”, que o músico António Zambujo apresentou ao público marinhense na noite da última sexta-feira, 21de novembro, na Casa da Cultura Stephens, onde estreou um novo espetáculo, como contou ao JMG antes de subir ao palco

“Rua da Emenda” reúne 15 temas, quase todos originais, com o mesmo estilo adotado nos cinco álbuns anteriores, refletindo as influências musicais de António Zambujo, de Caetano Veloso a Tom Waits, Amália Rodrigues e Miguel Araújo, entre muitos outros.

O músico adiantou ao nosso jornal que estreou na Marinha Grande um novo concerto “completamente diferente do anterior”, com o qual foram realizados mais de duas centenas de espetáculos, considerando que “estava na altura de mudar o repertório e fazer arranjos novos para algumas músicas”.

Durante pouco mais de hora e meia foi possível apreciar algumas das canções do novo trabalho do artista, mas também sucessos do álbum antigo, entre os quais “Lambreta” e “Flagrante”.

Afinal, havia lugares

Há muito que estava anunciado pela Câmara Municipal que já não havia lugar na Casa da Cultura para assistir ao concerto com o músico alentejano António Zambujo, completamente gratuito para o público mas que custou à autarquia 8.000 euros mais Iva.

O JMG esteve lá e verificou que, ainda assim, alguns lugares (poucos) ficaram vagos, quer na plateia como no balcão. Para os camarotes não foram disponibilizados bilhetes, dada “a pouca visibilidade” para o palco. De realçar, no entanto, que num espetáculo que despertou o interesse de tantos marinhenses (havia cerca de 200 inscritos na lista de suplentes), presidente e vereadores (com exceção de Paulo Vicente e Vítor Pereira) marcaram presença.

e-max.it: your social media marketing partner