O Conselho Estratégico para o Desenvolvimento Intermunicipal da CIMRL esteve reunido no passado dia 6 de outubro, para avaliar os temas relativos ao investimento para a próxima década, bem como reconhecer os contributos dos parceiros para o Plano de Recuperação Económica de Portugal 2020-2030 e para a “Visão Estratégica para a Região Centro 2030”


Neste contexto, foi apresentado o Gabinete Económico e Social da Região de Leiria, criado no âmbito do combate aos efeitos da pandemia COVID-19, e que é dinamizado pela Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria, pelo Politécnico de Leiria e pela NERLEI.

A necessidade “urgente” de coordenar e partilhar ações, de modo a antecipar decisões que possam manter a atividade empresarial, o emprego e a coesão social da região constitui o principal objetivo do Gabinete.

Segundo a CIMRL, do encontro saiu “reforçada a necessidade de abertura da BA5 de Monte Real à Aviação Civil, desígnio regional do Centro de Portugal que possui um amplo caráter intermunicipal, nomeadamente através do compromisso assumido pelas diversas entidades na sua promoção, adequada manutenção e integração no Sistema de Mobilidade Regional, atualmente constituído pelas redes rodo e ferroviárias e pelas plataformas portuárias marítimas”.

Em nota de imprensa, a CIM da Região de Leiria realça o “reduzido valor do investimento necessário para realizar uma intervenção desta natureza”, destacando o interesse já manifestado por privados em investir e operar na BA5 voos comerciais, pelo que o Conselho Estratégico para o Desenvolvimento Intermunicipal considera “imperativo alavancar este projeto, no âmbito do próximo Quadro Comunitário de Apoio”.

e-max.it: your social media marketing partner