Sampaio da Nóvoa foi o convidado central do 25º aniversário do ensino superior na Marinha Grande. O académico defendeu que o conhecimento “é a economia do futuro”.

Apesar de ser candidato à Presidência da República, a direção do Instituto Superior D. Dinis convidou Sampaio da Nóvoa na qualidade de académico. E foi nessa condição que proferiu um discurso muito focado nos temas da educação, defendendo que o nosso país “não tem diplomados a mais, tem diplomados a menos”. Daí que a aposta do país deve caminhar no sentido da “ciência do conhecimento”, com base numa “ideia de futuro”. Para isso “necessitamos de nos unir”, afirmou, para dessa forma pensar “que país necessitamos nos próximos anos”.

Leia o artigo na integra na edição em papel do JMG. 

e-max.it: your social media marketing partner