Está decidido: Álvaro Pereira não vai ser julgado pela adjudicação da obra da Resinagem ao Grupo Lena.

O Ministério Público concluiu que não há indícios de crime, logo arquivou o processo requerido, em 2012, por três vereadores do PCP A decisão estava tomada desde 14 de maio de 2014 mas só recentemente chegou ao conhecimento do presidente da Câmara da Marinha Grande.

Como nunca foi constituído arguido, Álvaro Pereira desconhecia que há meses o processo nº 954/12.4TAMGR tinha sido arquivado pela Procuradora-Adjunta dos Serviços do Ministério Público da Marinha Grande, Sónia Filipa da Silva. A magistrada baseou a sua decisão nas diligências efetuadas pela Polícia Judiciária e que se encontram no processo.

Leia a notícia completa na edição em papel do JMG.

e-max.it: your social media marketing partner