O desempenho do cabeça de lista do PSD à presidência da Câmara da Marinha Grande não está a agradar à generalidade dos militantes e simpatizantes. Há vozes que apelam à renúncia do candidato, por falta de condições políticas.

Se muitos desconfiavam, no discurso de apresentação do candidato deixaram de ter dúvidas: Ricardo Galo, definitivamente, “não tem jeito para a política”.
Vários militantes e simpatizantes contactados pelo JMG estão «atónitos» com a escolha, que ocorreu em circunstâncias especiais. Recorde-se que Ricardo Galo candidatou-se à presidência do PSD após a demissão da comissão política liderada por Pedro Silva, que defendia o apoio ao independente Aurélio Ferreira. O coordenador nacional recusou esta estratégia, a concelhia caiu e surgiu… Ricardo Galo.

Leia mais na edição em papel do JMG.

e-max.it: your social media marketing partner