Seis dos sete candidatos à presidência da Câmara da Marinha Grande nas Autárquicas de 2017 aceitaram o convite da RCM e estiveram, na última sexta feira, 1 de setembro, em estúdio para um debate que lhes permitiu divulgar as suas propostas para o centro histórico, desenvolvimento económico e investimentos públicos.

Ditou o sorteio realizado antes do início do programa que fosse Ilda Coelho a primeira a falar. Para a candidata do Bloco de Esquerda, a Câmara deve tentar aproveitar os fundos europeus para a recuperação do centro, matéria em que “pouco ou nada foi feito pelo atual executivo”, frisando que “é urgente fixar pessoas no centro”. Como investimentos públicos prioritários estabeleceu a concretização do mercado, a criação de creches sociais, a construção de uma piscina olímpica, a requalificação do estádio e a instalação de uma Unidade de Cuidados Continuados no Centro de Saúde da Marinha Grande.

Já Cidália Ferreira, do PS, anunciou que a creche nas instalações da IVIMA irá avançar, bem como o centro intermodal de transportes, as obras na Guilherme Stephens, a piscina, que defende deve ser no centro, nas instalações da antiga Fábrica-Escola Irmãos Stephens. A atual vice presidente considerou “injustas” algumas das críticas apontadas, explicando que neste e no anterior mandato foram lançados diversos projetos para a revitalização do centro, entre os quais a construção de um hostel, a abertura de espaços de restauração e a recuperação de habitação, frisando que “muito tem sido feito” para potenciar o desenvolvimento económico.

Esta secção do artigo está disponível apenas para os nossos assinantes. Por favor clique aqui para subscrever um plano para ver esta parte do artigo ou então leia o artigo completo na nossa edição em papel.

e-max.it: your social media marketing partner