Se nos dois últimos anos do anterior mandato, a Marinha Grande foi governada por um «super» presidente, que acumulava 25 pelouros, e por uma vice presidente, a meio tempo, com as restantes pastas, no mandato atual, e que começou há dias, em sete eleitos só três assumem a governação.

Cidália Ferreira, que tomou posse na semana passada como presidente da Câmara da Marinha Grande, já distribuiu os pelouros por si e pelos dois vereadores do Partido Socialista que vão exercer funções a tempo inteiro.

Em nota de imprensa, o município faz saber que esta distribuição de funções assenta na “necessidade de assegurar de imediato o funcionamento dos serviços, sem prejuízo de alterações ou ajustamentos a introduzir mais tarde”.

Assim, a nova presidente fica com a tutela da Área de Relações Externas e Área de Desenvolvimento Estratégico, em que constam os pelouros do Desenvolvimento Económico e Empresarial, Gestão Financeira e Modernização Administrativa, entre outros, num total de 15 pastas.

Já o vereador Carlos Caetano, vice presidente da autarquia, fica com 11 pelouros, entre os quais as Obras Públicas, Ordenamento do território, e Transportes e Comunicações.

Quanto à vereadora Célia Guerra, fica responsável por um total de 9 pastas, em que se incluem as Geminações, Ação Social, Educação e Cultura.
Aos restantes eleitos, Alexandra Dengucho e Lara Lino, da CDU, e Aurélio Ferreira e Ana Alves Monteiro, do MpM, não foi atribuído qualquer pelouro, embora o JMG saiba que ainda decorrem negociações entre os partidos e o grupo de cidadãos (ver peça).

Esta secção do artigo está disponível apenas para os nossos assinantes. Por favor clique aqui para subscrever um plano para ver esta parte do artigo ou então leia o artigo completo na nossa edição em papel.

e-max.it: your social media marketing partner