A autarquia vai avançar com a requalificação da conduta de abastecimento de água, prevendo-se o lançamento do concurso público para a primeira fase já no próximo mês de maio.

O vereador Carlos Caetano anunciou na reunião de câmara da passada segunda feira, 11 de fevereiro, que há condições para lançar o concurso público para uma nova adutora entre o Alto dos Picotes e São Pedro de Moel no final de maio ou início do próximo mês de junho.

O autarca fez saber que dada a complexidade da obra, esta será dividida em cinco fases: fase 1 – requalificação das condutas adutoras; fase 2 – construção de um novo reservatório de água em São Pedro de Moel; fase 3 – construção de um novo reservatório nos Picotes; fase 4 – requalificação do atual reservatório do Alto dos Picotes; e fase 5 – construção de uma torre de pressão.

Segundo Carlos Caetano, os trabalhos foram divididos consoante a sua prioridade, pelo que se vai começar com a nova adutora dos Picotes para S. Pedro, uma vez que, e dado o caudal ser menor, se vai optar pela introdução de tubagem dentro da atual adutora. Seguir-se-á a construção da conduta para a Marinha Grande, de raiz e com um novo traçado, o que vai obrigar a “negociações” com o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas e com a Infraestruturas de Portugal, já que a infraestrutura vai passar por terrenos da mata e atravessar a estrada nacional 242 em alguns pontos.

O vice-presidente lembrou as três ruturas ocorridas nas duas últimas semanas, em especial a do dia 28 de janeiro na Valdimeira, congratulando-se por, e “após 20 a 30 anos a falar-se na necessidade de avançar com esta obra, haver agora calendário, vontade e condições para resolver este problema”. Sobre este assunto, dirigiu ainda palavras de agradecimento às vereadoras da CDU pelo seu “sentido de responsabilidade” ao terem viabilizado o orçamento camarário para o ano em curso.

Falta de areia preocupa autarcas
Carlos Caetano deu conta de que reuniu recentemente com a Agência Portuguesa do Ambiente e que um dos assuntos abordados foi a escassez de areia na Praia de S. Pedro, considerando que a situação é “grave” mas que é preciso “calma” antes de fazer qualquer intervenção. O autarca revelou que é visível algum desgaste junto às construções e que é preciso proteger a fundação dos edifícios, mas que qualquer intervenção que venha a ser feita terá de ser concertada com a APA.

A preparação da próxima época balnear foi outro dos assuntos abordados na reunião de câmara, com o vereador Caetano a informar que serão reabilitados os sanitários públicos da Praia da Vieira, bem como na lota e no mercado. Será entretanto contratada uma empresa que assegure a limpeza do areal das praias, e que está a ser feito o levantamento das necessidades de reparação dos passadiços.

O autarca anunciou que já está pronto o projeto de requalificação da Rua Aníbal Bettencourt onde, em dezembro de 2017, se abriu uma cratera de grandes dimensões, apontando que a empreitada deverá custar à câmara cerca de 320 mil euros.

e-max.it: your social media marketing partner