Choveram críticas em dia de comemoração dos 73 anos de existência da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Vieira de Leiria. O comandante João Lavos, num discurso sentido, pediu apoios para os voluntários e criticou burocracias que impedem, por exemplo, de colocar ao serviço novas ambulâncias

O dia estava chuvoso e o discurso do comandante dos Bombeiros da Vieira foi também um pouco acinzentado. João Lavos lembrou que os incentivos ao voluntariado “têm sido poucos ou nenhuns”, considerou que o trabalho dos bombeiros “não é reconhecido” e pediu “respeito” para com os homens e mulheres que vestem o uniforme.

 

(Mais informação na edição impressa do JMG)

 

e-max.it: your social media marketing partner