Devido ao contexto epidemiológico atual, a Task Force COVID-19 do Centro Hospitalar de Leiria (CHL) atualizou o seu plano de contingência, no que respeita ao acesso às instalações por não profissionais. Estão suspensas visitas, estágios e consultas de preparação para o parto


 

O Conselho de Administração, reunido a 28 de outubro, decidiu suspender a entrada do acompanhante/cuidador/visitas durante o período de 31 de outubro a 14 de novembro nos serviços de internamento e em Áreas Dedicadas COVID-19.

Existem, no entanto, algumas exceções, nomeadamente no Serviço de Pediatria em que é permitida apenas a entrada de um acompanhante, no horário em vigor (24/24h), que deve realizar teste SARS-COV-2 e permanecer durante todo o período de internamento no CHL; na Urgência de Pediatria é permitida apenas a entrada de um acompanhante; no caso da Unidade de Cuidados Especiais Neonatais e Pediátricos (UCEP) é também permitida a visita do pai durante o horário em vigor para a Torre Poente (19h às 20h, às terças e quintas feiras); e no Serviço de Urgência Ginecológica/Obstétrica é permitida a entrada de um acompanhante, se a equipa clínica assim o entender, para o acompanhamento à grávida, sem possibilidade de troca.

Em comunicado o Centro Hospitalar informa que “estão também suspensas todas as atividades com entidades externas ao CHL, assim como estágios, previstos iniciar a partir de 2 de novembro; participação dos profissionais de saúde em cursos, seminários, encontros, jornadas ou ações de formação no estrangeiro; cerimónias religiosas das capelas do CHL; consultas de preparação para o parto; e o circuito de visita guiada pré-natal”.  

O Conselho de Administração fez ainda saber que “encontrando-se o grau de risco em constante avaliação pelas entidades competentes da área governativa da saúde, as medidas agora enunciadas serão monitorizadas, e divulgada a sua atualização ou reposição”.

e-max.it: your social media marketing partner