A Unidade de Cuidados Continuados I, da Santa Casa da Misericórdia, que se encontra desativada, está agora a receber doentes infetados com o novo coronavírus, ao abrigo de um protocolo estabelecido esta semana com o Centro Hospitalar de Leiria (CHL)


De acordo com informações prestadas ao nosso jornal pelo provedor da Santa Casa, João Pereira, embora o protocolo apenas tenha sido assinado a 14 de janeiro, a Unidade já está a receber doentes desde o passado dia 5.

Para já “estão ocupadas 13 camas, com doentes que testaram positivo mas que não reúnam condições para fazer o isolamento no domicílio”, podendo ser alocadas até 20 camas naquela Unidade.

Segundo o provedor, os doentes estão ao cuidado dos técnicos da santa Casa no que se refere à alimentação e cuidados de higiene, sendo diariamente observados por uma equipa com um médico e um enfermeiro oriundos do Hospital de Leiria.

Em nota de imprensa, o CHL fez saber que face ao contexto de crescimento da afluência de utentes, o Conselho de Administração decidiu contratar a Santa Casa da Misericórdia da Marinha Grande “para a utilização de camas de nível I, para alocar doentes Covid-19 sem alta clínica oriundos do CHL, e que são geridas pela Unidade de Hospitalização Domiciliária”.

O Centro Hospitalar “assegura o transporte, a medicação e a vigilância clínica destes doentes, bem como a gestão do processo de alta, e a Santa Casa da Misericórdia assegura os restantes cuidados aos doentes”.

“Devido ao elevado número de doentes internados, ventilados e não ventilados, e considerando a afluência crescente à ADR-SU, com o possível aumento de doentes positivos para a Covid-19 que necessitem de internamento, decidimos encontrar alternativa no setor social para libertar camas para os doentes mais críticos”, esclarece Licínio de Carvalho, presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar de Leiria.

e-max.it: your social media marketing partner