A Associação Portuguesa de Pessoas com DPOC e Outras Doenças Respiratórias Crónicas e a Associação Portuguesa de Luta Contra o Cancro do Pulmão, com o apoio da AstraZeneca, estão a promover um movimento nacional de consciencialização para o impacto do consumo de tabaco na saúde feminina, com o tema “A beleza exterior NÃO engana”



A iniciativa foi lançada no âmbito do Dia Internacional da Mulher, com o objetivo de alertar para o aumento das doenças respiratórias associadas ao tabaco, que constitui o principal fator de risco evitável de morte prematura e doença nas mulheres adultas. Atualmente 20% de todos os fumadores são mulheres e o tabaco é responsável por 6% das mortes no sexo feminino.

“Esta iniciativa pretende sensibilizar sobretudo a população feminina, cujo hábito tabágico tem vindo a aumentar, e consequentemente a promover o aparecimento de doenças respiratórias graves, como a DPOC e o cancro do pulmão. São vários os fatores que contribuem para este aumento, como por exemplo, o aumento do seu poder de compra, a emancipação feminina e a diminuição das restrições culturais e sociais”, explica Isabel Saraiva, presidente da Respira.

“As principais causas de morte na mulher são, em primeiro lugar, as doenças cardiovasculares; em segundo, as neoplasias malignas; e, em terceiro, as doenças respiratórias. As três causas podem estar diretamente relacionadas com o consumo de tabaco”, conclui Isabel Magalhães, presidente da Direção da Pulmonale.

e-max.it: your social media marketing partner