Uma década depois de ter nascido, o Centro de Apoio Sócio Sanitário Porta Azul ultrapassou em muito as funções para as quais foi criado

Os dias de flagelo das instalações abandonadas da antiga vidreira IVIMA já lá vão. Muitos dos utentes dessa época foram reabilitados, mas continuam a ver Porta Azul como um farol que os ilumina ao longe e que, em caso de recaída ou de outro tipo de necessidade, ali encontrarão uma mão amiga.
Na última terça feira, 5 de abril, utentes, técnicos e voluntários, entre outros, sopraram as velas do bolo de aniversário da instituição. Para muitos dos utentes que ali estiveram a assinalar a data, o Centro Porta Azul é o mais próximo que têm de uma casa. É ali que se alimentam – só no ano passado foram distribuídas 4.757 refeições, um apoio que é prestado mas que não é financiado por qualquer instituição estatal (seja local ou nacional), dependendo apenas de privados, com explica Carlo Melo, presidente da Associação Novo Olhar II, entidade responsável pela criação e gestão daquele centro sócio sanitário.

e-max.it: your social media marketing partner