No seu discurso, lido a partir dos Paços do Concelho e na presença dos vereadores com pelouros, a presidente do Município lembrou que a Marinha Grande “deve a honra” de ser cidade àquele que ocupa hoje o lugar de vice-presidente, Carlos Caetano, a quem agradeceu “por na sua juventude ter tomado como missão este empreendimento”.

Atendendo depois ao atual contexto de crise pandémica, Cidália Ferreira considerou “muito positivo o papel importantíssimo que as Autarquias assumiram quer no combate e na prevenção à pandemia, quer na mitigação dos impactos da mesma sobre a vida das nossas Famílias e das nossas Atividades Económicas” no último ano.

A autarca referiu ter sentido “enorme orgulho” das “diversas iniciativas de apoio e solidariedade promovidas por indivíduos, grupos ou mesmo empresas que não quiseram deixar de dizer PRESENTE numa hora tão difícil para todos”, prestando homenagem a todos os profissionais das áreas da saúde, forças de segurança, agentes de Proteção Civil, comunidade educativa, instituições de solidariedade e apoio social, funcionários da autarquia e juntas de freguesia e voluntários.

Para os que perderam pessoas para a pandemia, o emprego e os rendimentos, a presidente deixou “uma palavra de esperança no futuro”, que “continuará a ser feito de empreendedorismo e de inovação como acontece a cada dia na Marinha Grande”.

“Desejo, profundamente, que tão breve quanto for possível todos possamos retomar a nossa vida, recuperar as nossas tradições, que todos possam voltar a sentir a alegria de viver e de ser parte de uma Comunidade com uma identidade forte, única e irrepetível, como a que caracteriza cada uma das Cidades-Irmãs”, nomeadamente Montemor-o-Novo, Fundão e Vila Real de Santo António.

O programa comemorativo do 33.º ano de elevação da Marinha Grande a cidade incluiu ainda a transmissão de uma mensagem da Presidente da autarquia, de vídeos do concelho e da exibição, online, da peça de teatro “Gaitas, Mantas e Chouriças”, pelo grupo marinhense Teatro À Solta.

A elevação a cidade está associada ao projeto educativo «À Descoberta das 4 Cidades», que é realizado pelos quatro municípios há 27 anos e que tem permitido o intercâmbio de alunos do 1.º ciclo, com o objetivo de dar a conhecer cada concelho, a nível geográfico, social, cultural e económico, sendo sido apresentado na última quinta feira, o site das 4 Cidades e o Jogo “Usos da Água, Ontem e Hoje”.

e-max.it: your social media marketing partner