A organização está a cargo de um grupo de cidadãos de Leiria, que se diz “cívico e totalmente apartidário”, e que se juntou na sequência das manifestações de Lisboa e Porto decorridas na passada semana.

 

O grupo refere que “o Povo Português vive, atualmente, num verdadeiro inferno fiscal”, em que “grande parte da população vive com rendimentos muito reduzidos e não consegue aguentar este estrangulamento fiscal de que somos alvo, ano após ano”, considerando que “o preço de 2 euros por um litro de gasolina, num País como o nosso, foi a última gota”.

O objetivo da manifestação passa por “sair à rua, em Leiria, e mostrar a nossa indignação por meio de uma manifestação, dentro do que a lei nos permite, para reivindicarmos uma redução drástica nos impostos sobre o combustível”.

A manifestação está então marcada para este sábado, a partir das 15h30, no estacionamento do Estádio Municipal de Leiria, de onde sairá o cortejo meia hora depois, num percurso a pé de cerca de 4 quilómetros pela cidade.

Segundo os promotores, já está confirmada a presença de elementos do Moto Clube da Marinha Grande, empresas de transportes e distribuição, rede de táxis de Leiria, entre outras entidades.

O apelo para a participação na manifestação está a ser divulgado nas redes sociais, designadamente na página do Facebook “Foi a Última Gota (Zona Leiria)”.

Os organizadores referem ainda que em simultâneo está a ser preparada outra manifestação, para dia 13 de novembro, em Leiria e em várias cidades do país.


e-max.it: your social media marketing partner