A Cooperativa de Consumo do Povo da Marinha Grande (COOPPOVO) está agora “mais moderna” e “funcional” após a realização de algumas melhorias levadas a efeito nas últimas semanas. Luís Barreiros, presidente da Direção, está “confiante” de que a mudança trará mais-valias

A loja da COOPPOVO já reabriu de “cara lavada” depois de terem sido implementadas melhorias na loja do rés-do-chão, em variados domínios.

Numa visita guiada ao JMG, Luís Barreiros deu a conhecer a renovada decoração do espaço, que ganhou novas prateleiras e uma organização diferente e “mais funcional” dos produtos. Os espaços de frio foram completamente renovados, bem como a peixaria, o talho e a zona de charcutaria, a garrafeira mudou de lugar e existe agora um expositor específico para o pão. Em breve será possível encomendar frango assado para levar para casa.

Os clientes da Cooperativa dispõem de uma vasta oferta de artigos úteis para o lar, desde copos e pratos a objetos de decoração, sem necessidade de subirem ao primeiro andar, como sucedia anteriormente.

No primeiro piso há agora duas lojas disponíveis para arrendamento, “com grandes áreas e abertas a qualquer tipo de negócio”, refere Luís Barreiros, que dá conta também da intenção de usar o átrio para a realização de eventos culturais e de convívio após a eliminação da claraboia lá existente.

O responsável mostra-se “muito otimista” quanto ao futuro da Cooperativa, garantindo que a mesma mantém “a proximidade aos clientes cultivada ao longo destes 44 anos” e destaca a parceria com a cooperativa espanhola Coviran que permitirá “a compra em grande escala e, consequentemente, preços mais competitivos e produtos de grande qualidade”.

Luís Barreiros deixa o convite aos marinhenses para que visitem a Cooperativa e comprovem a qualidade da sua oferta, mesmo que não sejam associados. “As pessoas devem poder experimentar e depois, se assim entenderem, preenchem a ficha de sócio e pagam uma cota única de 7,50 euros”. Os sócios recebem um cartão que lhes permite acumular saldo em função das compras realizadas e que poderá ser gasto em visitas posteriores ao supermercado.

Segundo Luís Barreiros, a COOPPOVO vai manter a entrega gratuita de compras ao domicílio, que se intensificou durante o estado de emergência nacional e em resposta a uma necessidade sobretudo dos clientes mais idosos, abrindo as suas portas de segunda feira a sábado, entre as 9h e as 20h, deixando os domingos e feriados “para o convívio familiar”.

e-max.it: your social media marketing partner