Alexandre Franco, cidadão marinhense cuja proposta submetida no âmbito do Orçamento Participativo (OP) 2016, relativa à remodelação da Escola Básica do 1.º Ciclo do Pilado, teme que a sua filha, agora no 4.º ano, saia daquele estabelecimento de ensino sem que as obras fiquem concluídas

 

Em declarações ao JMG, o proponente deu conta que continuam por concluir as obras de remodelação da EB do Pilado, inseridas no âmbito do Orçamento Participativo que venceu em outubro de 2016, e cuja execução deveria ter sido feita no ano de 2017. No entanto, “a obra arrastou-se” e continua por concluir, apesar dos diferentes prazos estipulados pelo Município.

 

Segundo o nosso jornal apurou, em causa está “a mudança de dois móveis com defeito e o prolongamento do telheiro”, obras que, segundo o promotor da proposta vencedora do OP em 2016, serão de “pouca monta”.

 

Alexandre Franco recorda que quando se envolveu, com outros pais, na elaboração da proposta a apresentar ao OP, em junho de 2016, a sua filha estava a concluir o 1.º ano, lamentando que a menina complete o 1.º ciclo do ensino básico sem que o projeto fique concluído.

 

(Mais informação na edição impressa do JMG)

e-max.it: your social media marketing partner