O cruzamento da Estrada Nacional 242 para o Pero Neto vai ter uma rotunda. O anúncio foi feito na RCM, durante o Programa Pontos de Vista, pelo vereador Carlos Caetano, responsável pelo pelouro das obras públicas.


Segundo o autarca, na reunião ocorrida no passado dia 16 de janeiro com a Infraestruturas de Portugal, responsável pelas estradas nacionais, saiu a garantia de que aquela entidade “está disponível e vai construir uma rotunda”. “O que ficou acordado é que nós fazemos o projeto e eles executam a obra”, adiantou em primeira mão na RCM Carlos Caetano.

Na conversa com Carlos Carvalho, o vice-presidente da autarquia falou também sobre o futuro interface de transportes urbanos, incluído no PEDU, com recurso a financiamento comunitário, e que será edificado no parque da Mobil, junto às Finanças. Para o autarca, tem que “haver condições dignas para que as pessoas tenham conforto e segurança” enquanto aguardam pelos transportes, considerando que a localização escolhida cumpre esses requisitos, e que o projeto conta com o apoio da Rodoviária.

Esta secção do artigo está disponível apenas para os nossos assinantes. Por favor clique aqui para subscrever um plano para ver esta parte do artigo ou então leia o artigo completo na nossa edição em papel.



Pero Neto vai ter rotunda

O cruzamento da Estrada Nacional 242 para o Pero Neto vai ter uma rotunda. O anúncio foi feito na RCM, durante o Programa Pontos de Vista, pelo vereador Carlos Caetano, responsável pelo pelouro das obras públicas

Segundo o autarca, na reunião ocorrida no passado dia 16 de janeiro com a Infraestruturas de Portugal, responsável pelas estradas nacionais, saiu a garantia de que aquela entidade “está disponível e vai construir uma rotunda”. “O que ficou acordado é que nós fazemos o projeto e eles executam a obra”, adiantou em primeira mão na RCM Carlos Caetano.

Na conversa com Carlos Carvalho, o vice-presidente da autarquia falou também sobre o futuro interface de transportes urbanos, incluído no PEDU, com recurso a financiamento comunitário, e que será edificado no parque da Mobil, junto às Finanças. Para o autarca, tem que “haver condições dignas para que as pessoas tenham conforto e segurança” enquanto aguardam pelos transportes, considerando que a localização escolhida cumpre esses requisitos, e que o projeto conta com o apoio da Rodoviária.

O vereador abordou também a questão do futuro centro escolar da Várzea, que resultará da requalificação da EB 1.º ciclo daquela localidade, garantindo que a rua da escola passará a ter saída e ligação a uma rotunda, e que será criado estacionamento no local.

“Nesta altura temos o que é o pontapé de saída, com os projetos que consideramos mais importantes”, disse Carlos Caetano aludindo ao orçamento aprovado para 2019 e à introdução do saldo de gerência de 2018, que deverá ocorrer entretanto. O autarca colocou entre as áreas prioritárias a intervir a conclusão do saneamento básico e o abastecimento de água, explicando que será construída uma nova adutora a partir do Alto dos Picotes, bem como um novo depósito de água para servir a população. No entanto, não se quis comprometer com prazos para o arranque da obra, tendo em conta os procedimentos legais associados à contratação pública.

O vice-presidente deu ainda conta dos contactos que a autarquia tem estabelecido junto da CCDR de Coimbra com vista à resolução de duas questões relativas às empresas Santos Barosa e Böllinghaus Steel, que querem construir pavilhões que violam o PDM, explicando que a autarquia tem “luz verde” para suspender o PDM naquelas situações específicas. Carlos Caetano assegurou, no entanto, que ainda não deram entrada na autarquia quaisquer projetos atinentes a estas empresas, confirmando apenas a realização de reuniões entre as partes.

Quanto à obra do futuro mercado municipal, o vereador assumiu que preferia uma localização diferente da habitual, embora não tenha partilhado com o auditório da RCM qual a sua preferência.

No que se refere à piscina, não deixou margem para dúvidas de que será edificada na zona desportiva, ao lado do Patinódromo, por construir ao abrigo do Orçamento Participativo de 2017.

e-max.it: your social media marketing partner