No ano passado foram identificados e desativados no concelho da Marinha Grande um total de 113 ninhos de vespa asiática ou velutina, mais 17 que em 2019. Segundo a autarquia, as intervenções representaram um investimento de 9675 euros (mais Iva), financiado pelo Fundo Florestal Permanente

 

O Município quer diminuir o impacto da vespa asiática nas zonas onde já se encontra instalada, erradicar novos focos e prevenir a disseminação da espécie e, por isso, emitiu um alerta à população para que sejam adotados comportamentos que permitam identificar e travar a disseminação da espécie no concelho.

A vespa asiática tem patas amarelas, é predominantemente preta com uma ampla faixa laranja no abdómen, tem uma faixa amarela no primeiro segmento e, observada de frente, tem a cabeça laranja, medindo entre 17 e 32mm.

Os ninhos primários parecem pequenas esferas, com 5 a 10cm de diâmetro, já os secundários ou definitivos são esféricos ou em forma de pêra, com pequenas aberturas laterais, e encontram-se habitualmente em árvores acima dos 10m, e também em edifícios.

Trata-se de uma espécie predadora de abelhas, que configura uma ameaça à sustentabilidade da apicultura e na produção agrícola, por via da diminuição da polinização vegetal, no entanto, constitui também um risco para as populações, porque no caso de sentirem os ninhos ameaçados, reagem de modo bastante agressivo.

Caso aviste algum ninho nunca tente destruí-lo e contacte de imediato as autoridades competentes: Câmara Municipal (244 573 300), GNR-SOS Ambiente (808 200 520) ou a Junta de Freguesia da área residência – Junta da Marinha Grande (244 502 568), Junta de Vieira de Leiria (244 695 343) e Junta de Freguesia da Moita (244 569 541).

e-max.it: your social media marketing partner