O Gabinete de Inserção Profissional (GIP), a funcionar no rés do chão do Centro Empresarial da Marinha Grande ao abrigo de uma parceria entre o Município e o Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), já realizou mais de 680 atendimentos

 

Segundo o JMG apurou, desde o segundo ano do projeto, que teve início em junho de 2020, foram atendidos pelo GIP 599 utentes, embora, na prática, tenham sido realizados 682 atendimentos, uma vez que um número significativo de utentes volta a recorrer ao Gabinete em busca de apoio com vista à sua (re)integração profissional.

Neste período, segundo fonte da autarquia, foram realizadas ainda 52 Sessões de Informação Coletivas, no Centro Empresarial, com o intuito de divulgar as ofertas formativas dinamizadas pelo IEFP, bem como Sessões sobre Técnicas de Procura de Emprego, para dotar os desempregados de ferramentas mais eficazes na procura de emprego.

Recorde-se que o GIP foi criado para efeitos de apoio ao emprego, com capacidade de atuação em proximidade aos territórios e às populações e em estreita articulação com os Serviços de Emprego.

É seu objetivo principal a prestação de apoio aos jovens e adultos desempregados, na definição e concretização do seu processo de inserção ou reinserção no mercado de trabalho.

Cabe ao GIP o encaminhamento de desempregados para ações de formação profissional que possam permitir a melhoria das suas habilitações escolares e/ou profissionais, apoiar na procura ativa de emprego e no desenvolvimento de uma atitude empreendedora, a apresentação dos desempregados a ofertas de emprego de acordo com os critérios definidos pela entidade empregadora e, entre outros, o encaminhamento para ações promotoras de competências de empregabilidade e criação do próprio emprego, e a divulgação de apoios e incentivos do IEFP junto de empresas e candidatos.

O GIP da Marinha Grande tem assim o propósito de reforçar o apoio ao desenvolvimento do percurso de (re)inserção profissional dos desempregados; complementar a atividade do serviço público de emprego numa lógica de proximidade; promover o acesso às oportunidades educativas e formativas, e desenvolver uma atitude empreendedora de abordagem do mercado de trabalho.

Segundo a autarquia, após a entrada em funcionamento do Gabinete de Inserção Profissional, “tem vindo a constatar-se uma crescente procura do apoio prestado pelo GIP por parte dos utentes mas, também, por parte de outros serviços com presença na comunidade que articulam e cooperam com este Gabinete”.

e-max.it: your social media marketing partner