Pela primeiravez, o almoço de Natal para os utentes do Centro Sócio-Sanitário “Porta Azul” vai ser realizado sem o apoio da Câmara Municipal da Marinha Grande.

A partir de janeiro a instituição passará a funcionar apenas durante a tarde. As refeições e alguns serviços de higiene também deixarão de ser garantidos. Tudo porque a autarquia ainda não atribuiu o subsídio anual à Associação Novo Olhar II (ANO), instituição que gere o centro.

Carlo Melo presidente da ANO II, lamenta a situação e não encontra justificação para este atraso na atribuição do apoio. À semelhança de anos anteriores, a instituição entregou a documentação referente aos apoios atribuídos no ano anterior, mas a Câmara pediu esclarecimentos sobre alguns dos documentos.

“Entregámos tudo o que nos pediram. Nada é diferente do que se passou em anos anteriores. Já pedimos esclarecimentos, mas apenas nos dizem que o processo está a ser estudado pelo gabinete jurídico da Câmara”, explica Carlo Melo. E adianta que a “Porta Azul” dá apoio a cerca de 300 utentes.

O vereador responsável pela área social, Vítor Pereira, prefere não comentar a situação enquanto não existir um parecer do gabinete jurídico da Câmara. Porém, o JMG apurou que os serviços da autarquia têm dúvidas quanto à legalidade de alguns dos documentos apresentados pela instituição.

 

e-max.it: your social media marketing partner