O Sp. Marinhense ganhou na terça feira na visita ao Infante Sagres e alcançou a nona vitória, em nove jogos disputados na zona norte da 2.ª divisão



Na deslocação ao Porto o Sp. Marinhense mediu forças com o Infante Sagres que vinha de uma série de três vitórias consecutivas para o campeonato e de, no fim-de-semana, tal como o Sp. Marinhense, ter sido eliminado da Taça de Portugal, mas apenas por 2-1 perante o HC Braga da 1.ª divisão.


Equilíbrio e incerteza no marcador

Foi um jogo muito complicado para a equipa da Embra que só conseguiu desfazer o nulo no último minuto do primeiro tempo, num livre directo cobrado por Pablo González. 

Os portuenses empataram no início do segundo tempo. Luís Silva repôs os "leões" da Embra na frente do marcador,  mas o Infante Sagres viria a dar a volta, chegando-se aos derradeiros 5 minutos com o líder em desvantagem. 

Sp. Marinhense com cinco minutos finais frenéticos 

Nas hostes marinhenses surgia o fantasma da primeira derrota para o campeonato, três dias depois de ter perdido pela primeira vez esta época, para a Taça de Portugal, na visita à Biblioteca (7-5). Só que oa leões não se vergaram e Gonçalo Domingues colocou as garras de fora e fez dois golos, recolocando a sua equipa em vantagem. Mathias Arnaez seguiu o exemplo e também fez dois golos, carimbando o triunfo final do Sp. Marinhense por 6-3. Para finalizar cinco minutos finais frenéticos em que o Sp. Marinhense fez quatro golos, Thomas Korosec ainda teve uma grande penalidade que não conseguiu concretizar.

Tratou-se de uma vitória suada mas justa do Sp. Marinhense, perante um adversário em bom momento de forma.

Na quarta feira da próxima semana, dia 30 de dezembro, pelas 20h30, o Sp. Marinhense joga em Paredes.

Foto: DR

e-max.it: your social media marketing partner