O Município da Marinha Grande está “disponível” para “dentro das suas possibilidades” cooperar na resolução da situação de emergência humanitária que se vive com milhares de refugiados a procurarem abrigo em países europeus.

Com a vinda para Portugal decerca de 4.500 refugiados, dezenas de autarquias e associações, de norte a sul do país, demonstraram disponibilidade para acolher quem foge, deixando para trás tudo o que tem.

Leia a notícia na integra na edição em papel do JMG ou faça uma assinatura da nossa edição digital.

e-max.it: your social media marketing partner