Na reunião de câmara de 17 de janeiro, o presidente deu conta de uma reunião com o proprietário das Piscinas de São Pedro de Moel, em que este terá anunciado a vontade de fazer obras no complexo


Segundo Aurélio Ferreira, será agora necessário junto da Agência Portuguesa do Ambiente saber que tipo de construção se poderá ter no local, tendo ficado definido que até meados de fevereiro o proprietário vai apresentar “um esboço” do que pretende lá fazer em termos de edificação.

Para Aurélio Ferreira, a APA será um “parceiro fundamental”. “Sem a vontade deles nada se fará”, concluiu o edil, acrescentando que da parte da Câmara será exigido que as piscinas se mantenham abertas ao público.

e-max.it: your social media marketing partner